Raggamuffin da Comunidade Lyrics

Xamã Lyrics



É Xamã, é Estudante
Hélio Bentes, Yo!


Direto da zona oeste at**ude no mic camisa larga
Muleque fazendo rap na rua sem medo da madrugada
Dropando do bowl, abrindo o show, nos evento de calçada
Tem branco tem pardo tem preto na mesma farofa, na mesma levada
No beco tem espaço pro crente, pro teco, pra puta, labuta e mamada
Kisuco da fruta, cachaça, varejo e um haxa na guaxa entocada
Xamã te chamando lá fora rimando na hora tampou na porrada
Macaco Board é quem patrocina a oficina da rima articulada
Direto da rua de barro, churrasco na laje e cerveja regada
Domingo tem feira segunda começa o boêmio
Operário a sua saga
Marmita virada na bolsa, licença pra moça que pa**a posuda arrumada
Faz força pra descer na próxima o trem na Central não esvazia por nada
E meu bonde me segue no skate, no rap, no
Reggae, no samba e no ragga
Quem olha lá fora já fala "Xamã e Estudante? Esse cara é uma praga"
E vida que segue a língua não tá lega e
Gasolina não acaba
Conselho que eu dou não rime caô, o rap não é conversa fiada


Conversa fiada
Não é conversa fiada
Conversa fiada
Pega a galinha aê


Raggamuffin da comunidade
Esse é o som pesado das beiradas da cidade
Raggamuffin da comunidade
Esse é o som pesado das beiradas da cidade
Raggamuffin da comunidade
Esse é o som pesado das beiradas da cidade
Raggamuffin da comunidade
Esse é o som pesado das beiradas da cidade


Raggamuffin
Raggamuffin
Comunidade
Comunidade


Sou o que sou, o que sempre cantou
Seja na sala seja no banheiro no elevador
Minha sina é empunhar o microfone
Ser real não ser um clone, os menor hoje consome
Muito lixo musical, não me leve a mal
Mas isso é mal, muito mal
O Xamã e o Estudante hoje estão na correria
Helio Bentes apóia os moleque que são cria

Insistem em botar na sua mente que é suficiente
Aprender tabuada
Com auto imposto da sua finança o governo
Dá uma faturada
Querem te prender, pressionar, axarcar, extrair
Uma raiz quadrada, sabe de nada
Nem imaginam que o nosso talento é uma biquadrada
Na cidade existem pessoas que são como cargas
Magnetizadas
Atraídas ao ego seus pregos permitem a vida
Ser robotizada
Alimenta discriminação, sem noção, não
Deseja dividir por nada
Que palhaçada nessa caminhada é preciso
Ter uma bicetriz traçada
Quem divide tem mais e Deus só ajuda quem
Cedo madruga e trabalha
Apesar da cobrança divina todo ser humano
É sujeito à falha
Se a vida lhe bate rebate não seja covarde
Que joga a toalha
Não seja um carro que pa**a no barro e nego
Tira sarro porque ele encalha
Apesar dessa dificuldade não permita a frase
Ser subordinada
Não dependa sempre surpreenda entenda que
Pode ter sua coordenada
Tem uns ca***ha que querem medalha mas nunca batalha
São fogo de palha taco na fornalha sou como muralha
Sem falha estraçalha conversa fiada

Conversa fiada
Conversa fiada
Conversa fiada


Raggamuffin da comunidade
Esse é o som pesado das beiradas da cidade
Raggamuffin da comunidade
Esse é o som pesado das beiradas da cidade
Raggamuffin da comunidade
Esse é o som pesado das beiradas da cidade
Raggamuffin da comunidade
Esse é o som pesado das beiradas da cidade




All Artists: 0 A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

we all love music